"Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isso não tem importância. O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado. "
(Shakespeare, Sonhos de Uma Noite de Verão)

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

A arte de ensinar

Ensinar é amar. É buscar a essência do prazer do outro. É acreditar na capacidade de construção do ser ainda que se esbarre em obstáculos.
A arte de ensinar envolve o concreto e o abstrato...
O concreto é a matéria, é o escrever, o ler, o assimilar. O abstrato são as relações que acontecem por traz do ensinar, envolve a empatia, o humor, o gosto, a vontade e por que não o amor?
Sem o amor nada se alcança, sem o amor nada se constrói, sem o amor não se atinge o coração do aluno e assim jamais se despertará sua mente para que realmente aprenda.
Para que haja aprendizagem verdadeira é preciso que haja uma situação de interação em sala de aula e para isso professor e aluno precisam aceitar um ao outro, num clima de respeito. O professor precisa aceitar a bagagem que o aluno traz de sua vivência, acima de tudo o que ele pensa da realidade.
Se o aluno pensa, ele é capaz de se expressar e essa expressão pode acontecer de diversas formas, uma delas é através da linguagem, mesmo que a linguagem usada por esse aluno esteja fora dos padrões formais de língua. E esse será o papel da escola, mostrar ao aluno que existem outras formas de comunicação que são vistas como formas prestigiadas da sociedade.
O professor que não cultiva dentro de si o cuidado ao passar esses ensinamentos correrá o risco de ser preconceituoso e negar qualquer outra forma de comunicação a não ser aquela aceita pela gramática normativa. A diferença na forma de ensinar está naquilo que já havia afirmado, ensinar com amor. É preciso temperar nossas aulas com amor para que ela se torne prazerosa e fácil de degustar, e só assim a escola deixará de ser meramente uma "panela" em que se jogam os ingredientes de acúmulos de informação.
<br

Um comentário:

Élida Badaró disse...

Olá,amei o seu blog.Principalmente essa matéria "A arte de ensinar".Na real é o que esta faltando em muitas pessoas que atuam nessa área da educação.Estou no meu 1º semestre de Pedagogia,não tenho muita experiência na área,mas vou chegar lá um dia sempre gostei de ler,mas só agora depois de entrar na faculdade que estou aprendendo esse habito por leitura e sei o quanto isso vai ser importante para mim!
Parabéns pelas matérias!